Diretrizes éticas para revisores

Comitê de Ética em Publicação – COPE

Diretrizes éticas para revisores*

 

A revisão por pares, em todas as suas formas, desempenha um papel importante no sentido de assegurar a integridade de registros acadêmicos. O processo depende amplamente de confiança e requer que todos os envolvidos ajam com responsabilidade e ética. Os revisores (peer reviewers) desempenham um papel importante e crítico no processo de revisão, mas frequentemente o fazem sem nenhuma orientação e talvez não estejam conscientes de suas obrigações éticas.  As diretrizes éticas para revisores abordam os princípios básicos e padrões aos quais os revisores devem aderir durante o processo de revisão por pares. Espera-se que as diretrizes forneçam orientações úteis aos pesquisadores, sejam referência para revistas e editores ao orientar seus revisores, e sirvam como recurso educacional para instituições no treinamento de alunos e pesquisadores.

Princípios básicos aos quais os revisores devem aderir

Os revisores devem:

  • apenas concordar em revisar manuscritos sobre os quais tenham o conhecimento necessário para realizar a avaliação adequada e em tempo hábil;
  • respeitar a confidencialidade da revisão e não revelar detalhes do manuscrito ou de sua revisão, durante ou após o processo de revisão, além daqueles publicados no periódico;
  • não usar informações obtidas durante a revisão para sua própria vantagem, de terceiros, ou de uma organização, ou mesmo para a desvantagem ou descrédito de alguém;
  • declarar todos os potenciais conflitos de interesse, procurando aconselhamento da revista caso haja dúvida se algo constitui conflito relevante;
  • não permitir que suas revisões sejam influenciadas pelas origens do manuscrito, pela nacionalidade, crenças religiosas ou políticas, sexo, ou outras características dos autores, ou por considerações comerciais;
  • ser objetivos e construtivos em suas revisões, evitando ser hostis e inflamados e fazer comentários difamatórios ou depreciativos;
  • reconhecer que a revisão por pares é um grande esforço mútuo e comprometer-se a realizar a revisão em tempo hábil;
  • fornecer aos periódicos informações pessoais e profissionais que sejam precisas e representem fielmente seus conhecimentos;
  • entender que plagiar outra pessoa durante o processo de revisão é considerado má conduta.

 

 

Expectativas durante o processo de revisão por pares

Ao serem solicitados a revisar

Os revisores devem:

  • responder com a maior brevidade possível, especialmente se eles não puderem realizar a revisão, e sem atraso intencional;
  • declarar caso não tenham o conhecimento necessário para a realização da revisão, ou se eles estiverem aptos a revisar apenas parte do manuscrito, explicitando as áreas nas quais eles possuem conhecimento relevante;
  • apenas concordar em revisar um manuscrito se eles se sentirem confiantes de que vão devolver a revisão dentro do prazo acordado mutuamente, informando ao periódico caso necessitem aumentar tal prazo;
  • declarar quaisquer potenciais conflitos de interesse (que podem ser, por exemplo, pessoais, financeiros, intelectuais, profissionais, políticos ou religiosos), procurando aconselhamento da revista caso haja dúvida se algo constitui conflito relevante;
  • seguir as políticas das revistas em situações que considerem representar um impedimento na revisão. Se não houver nenhuma orientação, eles devem informar ao periódico: se trabalham na mesma instituição que qualquer dos autores (ou que vão começar a trabalhar, ou estão tentando um emprego no local); se são ou foram recentemente (nos últimos 3 anos, por exemplo) orientadores, orientandos, colaboradores ou bolsistas de qualquer dos autores; se mantém relacionamento pessoal com algum dos autores;
  • revisar novamente qualquer manuscrito que eles já tenham revisado para outro periódico, já que podem haver diferenças entre uma submissão e outra e os critérios de avaliação e aceitação dos periódicos podem ser diferentes;
  • assegurar-se que as sugestões são baseadas em adequação e não influenciadas por considerações pessoais ou feitas com a intenção de que o manuscrito receba um resultado específico (seja positivo ou negativo);
  • recusar a revisão de um manuscrito só para ter acesso ao mesmo, sem a intenção de submeter a revisão;
  • recusar uma revisão caso sintam-se incapazes de fornecer uma revisão justa e imparcial;
  • recusar uma revisão caso eles estejam envolvidos em qualquer parte do trabalho no manuscrito ou em seu relato;
  • recusar uma revisão caso o manuscrito seja parecido com algum que eles estejam produzindo ou que esteja sendo considerado para publicação em outro periódico;
  • recusar um revisão caso eles tenham problemas com o modelo de revisão por pares utilizado pela revista (por exemplo, a revista utiliza revisão aberta e envia os nomes dos revisores aos autores) que afetem a revisão ou a invalidem caso os revisores não cumpram as políticas de revisão do periódico.

 

Durante a revisão

Revisores devem:

  • notificar a revista imediatamente e procurar aconselhamento caso descubram algum conflito de interesse que não havia sido percebido quando concordaram em revisar o manuscrito, ou algo que os impeça de fornecer uma revisão justa e imparcial;
  • evitar analisar o manuscrito ou qualquer outro material associado enquanto aguardam instruções do periódico sobre questões que possam gerar um pedido de rescisão da revisão;
  • ler o manuscrito, os materiais auxiliares (por exemplo, instruções dos revisores, declarações sobre ética e política, arquivos complementares) e todas as instruções do periódico, recorrendo à revista se algo não estiver claro e solicitar qualquer tipo de item que esteja faltando ou incompleto, que seja necessário para a realização de uma revisão completa;
  • notificar o periódico, assim que possível, caso considerem que não possuem conhecimento necessário para avaliar todos os aspectos do manuscrito; eles não devem esperar até que submetam a revisão, pois isso irá atrasar o processo;
  • evitar o envolvimento de terceiros na revisão do manuscrito, incluindo pesquisadores que eles estejam orientando, sem antes obter permissão da revista; os nomes de qualquer pessoa que os tenha auxiliado durante a revisão devem ser incluídos na devolução da revisão para que eles sejam associados ao manuscrito nos registros do periódico e recebam os devidos créditos por seus esforços;
  • manter a confidencialidade de todo manuscrito e detalhes de revisão;
  • contatar o periódico caso surja alguma situação que não os permita entregar a revisão em tempo hábil, oferecendo uma estimativa precisa do tempo que eles levarão para entregar a revisão, caso eles ainda a façam;
  • no caso de uma revisão pelo sistema duplo-cego, se eles suspeitarem da identidade do(s) autor(es), devem informar ao periódico, caso esse conhecimento levante algum tipo de conflito de interesse;
  • notificar o periódico imediatamente caso constatem alguma irregularidade, tenham preocupações sobre os aspectos éticos do trabalho, saibam sobre a similaridade entre o manuscrito e uma submissão de outra revista ou um artigo já publicado, ou suspeitem que tenha havido má condução durante o processo de pesquisa, de escrita ou de submissão do manuscrito; os revisores devem, porém, manter tais preocupações em confidencial e não fazer investigações por conta própria a não ser que a revista solicite informações adicionais ou aconselhamento;
  • evitar prolongar intencionalmente o processo de revisão, seja atrasando a entrega de sua revisão ou solicitando informações adicionais do autor ou da revista, que sejam desnecessárias;
  • assegurar que sua revisão seja baseada nos méritos do trabalho e não influenciadas, positiva ou negativamente, por nenhum conflito pessoal, financeiro ou de outro tipo, ou por ponto de vista tendencioso;
  • evitar contatar os autores diretamente sem a permissão da revista.

 

Quando estiverem preparando o relatório

Revisores por pares devem:

  • ter em mente que o editor requer deles bom conhecimento em relação ao tópico, bom julgamento, e uma avaliação honesta e justa dos pontos fortes e fracos do trabalho e do manuscrito;
  • deixar claro no início de sua revisão se foi solicitado que revisassem apenas algumas partes ou aspectos específicos do manuscrito e indicar quais são;
  • seguir as instruções da revista em relação ao feedback que deve ser dado e ao modo como ele deve ser organizado;
  • ser objetivos e construtivos em suas revisões e fornecer feedbacks que ajudem os autores a melhorar seus manuscritos;
  • evitar fazer comentários pejorativos ou acusações infundadas;
  • ser específicos em suas críticas e fornecer evidências com referências apropriadas que especifiquem comentários gerais do tipo, ‘este trabalho já foi realizado anteriormente’, para ajudar os editores em suas avaliações e decisões e para ser justos com os autores;
  • se conscientizar que a pesquisa é do autor e não tentar reescrevê-la em seu estilo preferido para que fique mais clara; porém, sugestões que melhorem a clareza são importantes;
  • ficar atentos à sensibilidade acerca de questões de linguagem quando um autor escreve em uma língua que não seja a sua, e escrever o feedback de modo apropriado e com o devido respeito;
  • deixar claro quais sugestões de investigações adicionais são essenciais para apoiar as ideias do manuscrito em questão e quais irão apenas fortalecer ou estender o trabalho;
  • evitar preparar o relatório ou incluir comentários de modo que sugira que a revisão tenha sido conduzida por outra pessoa;
  • evitar preparar o relatório de um modo que reflita mal ou injustamente em outra pessoa;
  • evitar fazer comentários negativos ou incluir críticas injustificadas de algum concorrente que tenha sido mencionado no manuscrito;
  • assegurar que seus comentários e recomendações para o editor sejam consistentes com o relatório para os autores; o máximo de feedbacks deve ser colocado no relatório;
  • evitar que os comentários confidenciais para o editor venham a denegrir ou sejam falsas acusações, feitas apenas devido ao fato de que o autor não terá acesso a tais comentários;
  • evitar sugerir que os autores incluam citações de trabalhos do revisor (ou de seus associados) apenas para aumentar a quantidade de suas citações (ou de seus associados) e melhorar a visibilidade de seus trabalhos (ou de seus associados); sugestões devem ser baseadas em razões acadêmicas e tecnológicas válidas;
  • checar se o periódico os autoriza assinar as revisões e, caso autorize, se eles se sentem confortáveis com isso;
  • caso sejam o editor e decidam revisar certo manuscrito, fazê-lo de forma transparente e não sob o pretexto de ser uma revisão anônima, caso a revista trabalhe com o sistema duplo-cego; a revisão de um manuscrito passado por outro editor da revista será tratada como qualquer outra revisão.

Expectativas pós-revisão

Os revisores devem:

  • manter a confidencialidade dos detalhes do manuscrito e de sua revisão;
  • responder prontamente caso sejam contatados por uma revista sobre assuntos relacionados à sua revisão e fornecer as informações solicitadas;
  • contatar a revista caso algo relevante surja após a submissão da revisão e que possa afetar suas recomendações e seu feedback original;
  • ler as revisões dos outros revisores, caso a revista o permita, para melhorarem seu entendimento sobre o tópico e sobre a decisão tomada;
  • tentar atender pedidos das revistas para rever manuscritos já revisados ou que tenham sido submetidos novamente.

 

* Tradução para o idioma português do documento: COPE Ethical Guidelines for Peer Reviewers, elaborado por Irene Hames em nome do Conselho COPE (Março de 2013).

Tradução elaborada por Thaís de Souza Andrade Pansani e revisada por Leila Posenato Garcia.

Versão original em inglês disponível em: http://publicationethics.org/files/Ethical_guidelines_for_peer_reviewers_0.pdf

 

Copyright @ 2015. Coordenaçao-Geral de Desenvolvimento em Serviços / Secretaria de Vigilância em Saúde / Ministério da Saúde. www.svs.gov.br.
Todos os direitos reservados.
Suporte Técnico - Wesin Alves